Lei Aldir Blanc em Minas Gerais é debatida na Câmara da Comunicação e do Audiovisual
notícias

Lei Aldir Blanc em Minas Gerais é debatida na Câmara da Comunicação e do Audiovisual

Mais de R$ 295 milhões serão aportados em projetos no estado

Os empresários da Câmara da Indústria da Comunicação e do Audiovisual da FIEMG se reuniram nesta quinta-feira, 15 de outubro, para debater os investimentos que chegarão ao estado por meio da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc (Lei Federal 14.017/2020). Ao todo, mais de R$ 295 milhões serão aplicados em projetos culturais em Minas Gerais. 

O setor audiovisual, representado pela Câmara, contará com 12% desse montante, R$ 17,6 milhões. De forma global, em todos as áreas da cultura, a Lei Aldir Blanc injetará em Minas Gerais R$ 135 mi por meio do Governo do Estado e outros R$ 160,2 mi via Municípios. “Com empenho e diálogo, pudemos direcionar recursos que serão importantes para que a cadeia produtiva do audiovisual possa pagar suas contas e iniciar novos projetos”, comenta o presidente do colegiado, Rodrigo Silva Fernandes

Durante a reunião, os membros da Câmara conheceram ainda aspectos gerais de um levantamento que está sendo conduzido pelos sindicatos das Agências de Propaganda de Minas Gerais (SINAPRO-MG) e dos Proprietários de Jornais de Minas Gerais (SINDIJORI), para construir, entre as empresas de ambos os segmentos, um cadastro geral e positivo, com todos as companhias que atuam em Minas Gerais. O trabalho está previsto para encerrar até o final deste ano.