FIEMG recebe representantes da Holanda, que propõem cooperação técnica
fiemg
notícias

FIEMG recebe representantes da Holanda, que propõem cooperação técnica

Minas Gerais já é um importante exportador para o país europeu, que busca ainda mais sinergia com a economia do estado

Fotos Sebastião Jacinto Júnior

Para conhecer as principais agendas estratégicas da FIEMG e da indústria mineira, no que a Federação e o estado apresentam sinergia com a agenda econômica dos Países Baixos, a vice-embaixadora da Holanda no Brasil, Afke Mulder, e o diretor internacional da Netherlands Enterprise Agency, Tjerk Opmeer, estiveram pela primeira vez no território mineiro, com visita especial à sede da FIEMG, em Belo Horizonte.

Entre os vários assuntos abordados, ao serem recebidos pelo diretor da FIEMG Rodrigo Rezende Simões, presidente do Sindicato da Indústria de Cal e Gesso no Estado de Minas Gerais (Sindicalge), os holandeses mostraram muito interesse na questão energética, tendo em vista que buscam uma transição nesse aspecto, com o objetivo de serem o menos dependentes possível das importações russas e ucranianas – países que enfrentam um conflito há mais de três meses.

Expansão internacional

A FIEMG apresentou à comitiva holandesa os serviços que o Centro Internacional de Negócios (CIN) e outras áreas da Federação oferecem à indústria, como o apoio no processo de definição dos mercados-alvo para expansão internacional (exportações), realização de missões internacionais, assessoria e consultoria para as indústrias interessadas no processo de internacionalização, destacados pela gerente do CIN, Rebecca Macedo.

Foi proposto no encontro o início de uma conversa sobre a assinatura de um MOU (memorando de entendimentos) de cooperação técnica sobre economia circular, entre a FIEMG e a Holanda. Os holandeses mencionaram, por exemplo, interesse estratégico de se investir em biofertilizantes, o que seria uma oportunidade para a economia de Minas Gerais.

Rodrigo Simões ressaltou que o Brasil é o principal exportador da América Latina para a Holanda, e, que, de Minas Gerais, saem para aquele país da Europa produtos como minerais (aço, ferro) e orgânicos, entre outros. Ele apontou que a FIEMG trabalha muito pela atração de investimentos internacionais para o estado e isso é feito de forma muito próxima e alinhada com o governo de Minas.

Os representantes da Holanda lembraram, ainda como exemplo, que a empresa Smartkas (fabricante de estufas de alta tecnologia que geram segurança alimentar), de origem holandesa, atua em São João del-Rey, no Campos das Vertentes, em Minas Gerais, onde investiu 50 milhões de euros.

 

Clique aqui e acesse mais imagens da visita da comitiva da Holanda à FIEMG.

Luisana Gontijo

Imprensa FIEMG